quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Pré-FIQ

E já estamos em BH para a sétima edição do Festival Internacional de Quadrinhos. Desta vez, acertadamente, a organização decidiu voltar à Serraria Souza Pinto.
Acordamos (eu e minha esposa, Livia), às 06:30h para pegar nosso vôo às 08:48. Encontramos nosso amigo André Caliman, que vocês já conhecem de longa data só pelas postagens aqui do blog, e partimos. Das duas primeiras edições que participei do FIQ (descritas aqui e aqui), fiquei junto no estande do Quarto Mundo. Desta vez, em virtude da necessidade de divulgar o novo site da Quadrinhópole, decidi pegar um estande próprio e o André também estará lá desenhando e vendendo pôsteres.
Muito bem. Chegamos super carregados nas malas, pois estou trazendo quase todo o encalhe das edições passadas da Quadrinhópole para o evento, mais as 50 edições de O Chamado da Quimera, feitas exclusivamente para o evento.

Fomos direto para a montagem do evento e tirando o pessoal das exposições e a Leitura, fomos praticamente os primeiros a chegar.

Infelizmente, várias coisas deram errado pra gente. Primeiro, a programação do nosso estande não saiu na Programação Oficial, devido
a uma falha dos organizadores. Temos o seguinte programado:

- Sexta - 15:00h: Apresentação do site e sorteio de brindes aos participantes.

- Sábado - 15:00h: Lançamento de O Chamado da Quimera com sessão de autógrafos com os autores Leonardo Melo e Ângelo Ron. Lembrando que a versão digital já está disponível aqui.

No site do FIQ já foi corrigido ao menos o lançamento, mas o problema da programação impressa ainda está sendo estudado, embora a coisa não esteja com uma cara boa.

Não obstante, começamos a organizar o estande para o primeiro dia de evento. Mas aí foi o crachá que não tinha nossos nomes, diferente das outras vezes (e isso ocorreu para todos os expositores) e a placa do estande não estava conforme o pedido. Também o tela de projeção que havia solicitado não tinha sido trazida (embora no momento em que estou escrevendo esse post esse problema já foi resolvido). Se eu fosse meio paranóico, diria que tem alguém me sacaneando... será que fiz alguma coisa que ofendeu alguém e não estou me lembrando?

Bem, são detalhes que desanimam, sobretudo a parte da programação não ter saído. E olhe que sempre considerei o FIQ como sendo o evento mais bem organizado do país. Apesar deste começo meio desanimador, não nos deixamos abater e estamos confiantes de que o evento será um sucesso... não só para a Quadrinhópole, mas para todo mundo.



Terminamos os preparativos por volta das 18 horas e aí, claro, tivemos que tomar aquela gelada depois de um dia cheio. Para fechar, como já é tradição toda vez que venho para o FIQ, jantamos no La Greppia, um buffet de massas que tem aqui no centro de BH e é show de bola.

Vamos ver como vai ser amanhã... sempre que possível estarei postando no twitter, então, fiquem ligados... e quem puder, apareeeeeeça!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
BlogBlogs.Com.Br