quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Safra 2012 de filmes já começou

Estamos praticamente no terceiro mês do ano e vários filmes interessantes já estrearam, sendo que muitos mais estão por vir. Esse ano promete ser bem movimentado no cinema... particularmente, estou esperando PROMETHEUS, Vingadores e Batman.
Mas enquanto eles não chegam, vamos dar uma olhada no que já saiu. Ao invés de fazer um post separado por filme do que já assisti até agora, resolvi economizar tempo e espaço e falar tudo de uma vez. Vamos lá?

- O Espião que Sabia Demais: pela sinopse parecia legal e a trama realmente é interessante, mas particularmente, achei o filme muito "parado" por ser uma história de espionagem. Não que eu estivesse esperando algo no estilo James Bond ou Missão Impossível, mas a narrativa me pareceu muito truncada, não chega a ter o "suspense" que eu estava esperando. Não chega a ser ruim, mas poderia ter sido melhor.

- Millenium: OS Homens que não Amavam as Mulheres: ainda não entendo o porquê traduziram "The Girl with the Dragon Tatoo" desse jeito... o título deixa muito a desejar. Mas o filme é bom. Não assisti a versão sueca, nem li o livro, então não tem muito como comparar, mas gostei da história. Não tem nada de "fodástico" ou que vá reinventar o gênero dos filmes de suspense policial, mas a trama é bem construída e os atores trabalharam muito bem. O melhorzinho do ano até agora.

- Sherlock Holmes 2: gostei do primeiro filme do Sherlock interpretado pelo Downey Jr., apesar de não ter tido nada a ver com a personagem. Mas o segundo deixou MUITO a desejar. Desvirtuaram ainda mais as personagens e a história é ridícula. É praticamente a mesma do filme "Liga Extraordinária" (e desse eu até que gostei). Pelo título (Jogo de Sombras) você imagina que será algo como nos livros (segundo o que um amigo meu me contou), ou seja, que Sherlock e Moriarty se enfrenatarão num jogo mental, mas isso pouco ocorre no filme, dando lugar às cenas de ação desnecessárias e àquele jeito ridículo do Sherlock de "prever" todos os movimentos dos inimigos nas cenas de luta. De novo, voltamos à velha história de hollywood ter que fazer filmes pra "agradar" o público jovem, que espera ver um monte de cenas de ação e efeitos especiais, em detrimento ao bom roteiro. É lamentável, mas o que se pode fazer? O jeito é desligar o cérebro e se acomodar na poltrona. Quando o filme é divertido, até vá lá. Mas nem isso se pode dizer dessa segunda aventura. Muito fraco.

- As Aventuras de Tintin - O Segredo de Licorne: li muito pouco de Tintin na minha infância, mas do que me lembro, Spielberg fez um trabalho bem fiel ao original. A primeira cena começa, inclusive, como uma homenagem à versão 2d do famoso jornalista. Mas talvez esse tenha sido o principal defeito do filme: ser fiel DEMAIS. Achei o filme meio "arrastado" nos dois primeiros atos. Achei que ficou melhor no terceiro. E ouvi dizer que algumas crianças que viram o filme o acharam chato. Acho que não faria mal adaptar a história para o nosso tempo, ou pelo menos atualizar o vocabulário das personagens. Alguém aí anda fala "Papagaio Louro!" quando quer utilizar uma exclamação de surpresa? Enfim... não achei o filme ruim, a animação é primorosa, mas creio que a história poderia ter sido "aprimorada". Capacidade pra isso, a gente sabe que o diretor tem.

- A Invenção de Hugo Cabret: o que esperar de Scorcese fazendo um filme infantil? Eu não sabia, mas tinha uma expectativa alta. Talvez por isso tenha me decepcionado um pouco. Tenho lido as críticas elogiando o filme, e com razão, em alguns aspectos. Mas sei lá, eu tinha uma expectativa muito grande e acabou que o filme é bem simplesinho... sem grandes suspenses ou fortes emoções. É, como muitos já disseram, uma homenagem ao cinema como um todo. Nada muito além disso. O visual é ótimo, os atores trabalham muito bem. Mas, de novo... esperava uma trama mais "forte". O que não faz o filme ser ruim. Mas também não acho que seja "tudo isso" que alguns andam falando.

- Motoqueiro Fantasma 2: sem dúvida o pior do ano até agora. Conseguiram a proeza de fazer um filme pior do que o primeiro. Este já foi ruim, mas por motivos específicos... tem uma coisa ou outra lá que poderia ser aproveitada, por isso eu até gosto do primeiro filme, assim como o do Demolidor. O que faz o filme ruim são algumas cenas, como os confrontos com os demônios, que são muito curtos, e alguns furos de roteiro... mas de resto, dá pra encarar. Agora, esse segundo não tem absolutamente NADA de bom (exceto a gostosinha da Violante Placido). A começar com a história, pra lá de clichê e com essa mania que a Marvel tem de agora ignorar os filmes predecessores, como fizeram com o Hulk e farão com o Homem-Aranha, sem necessidade alguma disso. Deturparam a personalidade do Motoqueiro, bem como seus poderes e o roteiro tem ainda mais furos do que do primeiro filme. Diálogos sofríveis, atuações horríveis... enfim, a lista de defeitos é tanta que nem caberia nesse post. Gostei do visual do Motoca, mais sujo, e também da moto. Mas só. É uma pena... um baita personagem legal, há um monte de histórias boas dele que poderiam ser utilizadas para a adaptação (estou falando da fase Danny Kecth aqui, antes de fazerem aquela zoeira toda com a cronologia do personagem) e conseguem fazer algo de tão baixo nível. Dessa forma, o Motoqueiro Fantasma assume o topo da lista de heróis dos quadrinhos mais mal adaptados, seguido pelo Justiceiro.

Bem, como eu disse, talvez minha expectativa esteja muito alta perante os filmes que estrearão esse ano. Talvez eu tenha que rever meus conceitos antes de assistir aqueles que realmente interessam...








Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
BlogBlogs.Com.Br